Poemas aos Homens do nosso Tempo

Este trabalho foi produzido a partir da leitura do poema “Poemas aos Homens do nosso Tempo” de Hilda Hilst, e era da disciplina de (Análise Textual) da professora Ana Patricia. Veja abaixo o poema completo:

Amada vida, minha morte demora.
Dizer que coisa ao homem,
Propor que viagem? Reis, ministros
E todos vós, políticos,
Que palavra além de ouro e treva
Fica em vossos ouvidos?
Além de vossa RAPACIDADE
O que sabeis
Da alma dos homens?
Ouro, conquista, lucro, logro
E os nossos ossos

E o sangue das gentes
E a vida dos homens
Entre os vossos dentes.

(Júbilo Memória Noviciado da Paixão(1974) – Poemas aos Homens do nosso Tempo – II)

Este trabalho foi apresentado em sala de aula no segundo semestre de 2011, porém eu fiquei com uma pulga atras da orelha, pois como o próprio título do poema falava “Poemas aos Homens do nosso Tempo”,  o cartaz feito a partir da figura do Hitler tinha um pouco haver devido a crueldade que ele trouxe com seu regime e também pelo fato dele ter sido um político, mas não era objetivo, então eu fiz uma outra proposta de cartaz, ficou bem mais objetivo e com endereço certo. Continue lendo e veja logo abaixo a outra proposta de cartaz que fiz.

 As cores utilizadas na peça gráfica, são as cores do Sistema RYB, muito usado pelos artistas plástico, o desenho dessas formas geométricas foram pensados a partir dos conceitos de Semiótica e Gestalt, ou seja, são somente duas linhas azuis horizontais, duas linhas amarelas verticais e dois semi-círculos ovais vermelhos a primeira vista é só isto, porém o agrupamento dessas figuras, quando colocados como estão no cartaz, representam algo muito bem conhecido na cultura brasileira, que é nosso Palácio do Planalto e onde se localiza nossos “ilustres políticos”.

Escolhi também outro trecho do poema “Além da vossa RAPACIDADE, O que sabeis, Da alma dos homens” o termo rapacidade: s.f. Qualidade de rapace; inclinação, tendência para roubar. Avidez de animal que se atira sobre a presa, ou seja, é o governo brasileiro. A fonte utilizada foi a Agency FB, por ser uma fonte mais quadrada para combinar com layuot do restante do cartaz, o plano de fundo é um papel amassado para representar o tratamento que o cidadão brasileiro tem nessa “Democracia”, ou seja, algo sem importância como um papel que é amassado e rebolado fora.

Veja o cartaz ampliado logo abaixo:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s